Daniel Duncan é um comediante e roteirista brasileiro.

Seu material autoral é caracterizado pela gama de questões existenciais que aborda, incluindo religião, política, filosofia e saúde mental, apoiando-se muitas vezes na comédia de humor negro. 

Na televisão, escreveu para programas de variedades e late shows.

 

Em 2015, a convite de Gregório Duvivier, atuou no longa-metragem "Desculpe O Transtorno" (2016), dirigido por Tomás Portella. Também atuou e colaborou no roteiro do filme "TOC: Transtornada Obsessiva Compulsiva" (2017), dirigido por Paulinho Caruso e Teo Poppovic, e estrelado por Tatá Werneck.

 

Tem dois discos de comédia lançados intitulados: "Mais Cruel Do Que A Verdade" (2016) e "Febre do Ego" (2020). Em 2017, lançou seu primeiro especial, filmado em São Paulo, chamado "Eu Não Sou Feliz Em Festas".

 

Em 2019, lançou o livro "A Anatomia Da Piada", uma coleção de ensaios sobre escrita humorística.

Como freelancer já desenvolveu trabalhos com SBT, Barry Company, Biônica Filmes & Paris Filmes, Gullane Filmes, Fantástica Filmes, MTV, Eyeworks e Comedy Central.